23 de mai de 2008

Mudanças ousadas para o trânsito caxiense

Recentemente aconteceu o Seminário Municipal de Transporte Coletivo Urbano, promovido pela União das Associações de Bairros de Caxias do Sul. O sistema foi debatido e avaliado por inúmeros profissionais de planejamento urbano, como também por vereadores, secretários municipais e principalmente pelos comunitaristas. Participamos dos debates e sugerimos que a integração total do sistema de transporte coletivo de Caxias do Sul, prevista para 2014, seja antecipada. Sabemos que é uma fase de transição de um modelo para outro de transporte na cidade, mas entendemos que o poder público deveria tentar diminuir o prazo, pois a demora é um dilema para a população.
Sugerimos uma série de mudanças para o trânsito caxiense, pois inúmeros são os gargalos causados pela excessiva quantidade de veículos. Nesse sentido algumas medidas urgentes precisam ser tomadas. Essas medidas não são de caráter essencialmente técnico, mas de vontade política. A discussão já foi feita na Comissão de Transporte da Câmara e através dos pronunciamentos na tribuna legislativa.
Entendemos que é mais do que urgente a criação da terceira pista tanto na Sinimbu como na Pinheiro Machado, com a conseqüente retirada do estacionamento em toda a extensão dessas vias, e a proibição de algumas conversões à direita que prejudicam as pistas exclusivas do transporte de passageiros – da Sinimbu para a Dr. Montaury; da Pinheiro Machado para a Visconde de Pelotas e outras mais -, que precisam ser priorizadas. Essa medida vai propiciar a absorção do trânsito mais intenso e é uma reivindicação dos transportadores, além de inúmeros usuários. Obviamente é extremamente urgente facilitar e privilegiar o transporte coletivo, que está excessivamente truncado nos dias de hoje.
Para retirar mais veículos do centro da cidade, principalmente da Sinimbu, estamos propondo ações mais ousadas, como a transformação da Tronca em via rápida, de mão dupla, com divisor central e com a retirada do estacionamento dos dois lados da rua. A Tronca absorveria todo o trânsito da região do Rio Branco que hoje vem se utilizando da Sinimbu.
A nossa expectativa é que todos compreendam que a decisão é importante e que fatalmente, se não for tomada agora, os problemas irão se perpetuar e forçar medidas futuras mais traumáticas para a administração pública.

Nenhum comentário: