19 de fev de 2007

FALTA DE ÁGUA DEVE AFETAR UM BILHÃO EM 20 ANOS


Bondenews - 18/02/2007
Irrigação para cultivos agrícolas responde, atualmente, por cerca de 70% de toda a água potável retirada de lagos e rios.
No dia 22 de março é comemora-se o Dia Mundial da Água.
Até o ano de 2027, cerca de 1,8 bilhão de pessoas em todo o mundo podem sofrer com a escassez de água. E a agricultura será uma das principais causas do desperdício. A informação foi divulgada pela Agência das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO). "A irrigação para cultivos agrícolas responde, atualmente, por cerca de 70% de toda a água potável retirada de lagos, rios e reservatórios subterrâneos. O quadro se aproxima dos 90% em vários países em desenvolvimento, onde existem cerca de três quartos das fazendas do mundo", alertou a FAO. A agência apontou ainda, o intenso crescimento populacional como outro fator pelo grande consumo de água. De acordo com a FAO, o uso da água mais que dobrou no último século. Para o órgão das Nações Unidas, é preciso unir esforços nacional e internacionalmente para proteger os recursos hídricos do planeta. Uma das medidas defendidas pela FAO seria armazenar água da chuva com o objetivo de reduzir o desperdício ao irrigar as plantações. Atualmente, a falta do recurso hídrico já atinge o norte e sul da África, assim como, México, Paquistão, China e Índia. No dia 22 de março, data em que é comemorado o Dia Mundial da Água, a FAO pretende lançar uma campanha de luta contra a escassez de água. (ABr)

18 de fev de 2007

AEROPORTO EM VILA OLIVA - CAXIAS DO SUL




Seguidamente ouvimos falar em construção de um aeroporto em Vila Oliva, Caxias do Sul. A grande verdade é que precisamos de um terminal aéreo de qualidade e que comporte as necessidades da serra gaúcha. O aeroporto de Caxias do Sul está ultrapassado e apresenta inúmeros problemas. Toda vez que a neblina impossibilita pousos e decolagens, os passageiros precisam ser transferidos para Porto Alegre em ônibus e, nestes dias, podemos perceber que a estrutura de atendimento é precária. Os veículos causam enorme transtorno no trânsito, precisam entrar de marcha ré até o local de embarque, pois o local é pequeno e não atende de forma satisfatória os usuários de nossa cidade. A inexistência de uma cobertura na entrada principal, para abrigar os passageiros nos dias de chuva, gera transtornos e dificuldades. O embarque nas aeronaves recebe críticas constantes e o estacionamento? Não existe. Portanto, que venha o NOVO AEROPORTO!
Precisamos, realmente, da construção de um aeroporto projetado, moderno e que atenda nossas expectativas. Que traga melhorias ao leste de nosso município, grande produtor agrícola, que reclama por obras e atendimento por parte do poder público. Esperemos que a discussão não fique apenas em projetos e reuniões e nas falsas expectativas...

13 de fev de 2007

AS INVASÕES E A SECRETARIA DE HABITAÇÃO - 13.02.07

Na Sessão Ordinária, desta terça-feira 13, o Vereador Edio Elói Frizzo/PPS chamou atenção para os graves problemas habitacionais em Caxias do Sul. Situação que se agrava com as invasões ocorridas nas últimas semanas. O Vereador afirmou que o poder executivo não tem dado resposta à altura para a cidade, especialmente no que se refere à questão da migração, que tem acontecido diariamente. Para Frizzo, é necessário apontar caminhos e soluções para a ocupação irregular de terrenos e para a questão da venda dos mesmos pelos beneficiados. “A Prefeitura tem se mostrado muito incompetente na implantação de projetos, sendo que a grande maioria deles é realizado pela Caixa Econômica Federal“, disse o parlamentar.O Vereador sugeriu ainda que o setor privado possa ajudar nesta questão, já que o poder público tem se mostrado ineficiente.
Opiniões e sugestões poderão ser enviadas através do e-mail: eloi.frizzo@camaracaxias.rs.gov.br
Visete nosso Blog: http://www.eloifrizzo.blogspot.com/

POLUIÇÃO AMBIENTAL EM CAXIAS DO SUL


13/02/2007 00:35:09 - Fepam autua e multa empresa por poluição em Caxias do Sul.

Comentário: Lamentalvelmente, estamos convivendo com mais um fato de contaminação ambiental. Em pequenas proporções? Sim! Mas não deixa de ser um fato grave e que merece toda a atenção da população de nossa cidade. Algumas pessoas acham uma discussão pequena, sem importância, que não merece o tempo dedicado ao assunto. Opiniões como esta são freqüentes pela falta de cultura ecológica. Contaminações, por menor que sejam, contribuem para a degração ambiental.

Veja a notícia e faça a sua manifestação através do e-mail: mailto:eloi.frizzo@camaracaxias.rs.gov..br .

A Notícia: "A Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) confirmou nesta segunda-feira, a autuação da empresa CRI – Central de Resíduos Industriais Ltda., localizada na estrada VRS 834, na divisa entre Farroupilha e Caxias do Sul, por geração de emissões de poluentes atmosféricos tóxicos oriundos de incêndio na vala de resíduos perigosos. Foi fixada a multa de R$ 8.653,92, valor definido a partir do disposto na legislação ambiental e nos procedimentos de cálculo estabelecidos pela Portaria Fepam 083/2006. A empresa será autuada por causar poluição atmosférica com emissão expressiva de gases tóxicos, decorrente da queima de resíduos reconhecidamente perigosos como scrap (pó oriundo do lixamento), lonas de freio e discos de embreagem e embalagens contaminadas de produtos perigosos. Também houve uma pequena contaminação do solo e subsolo pela água utilizada para debelar incêndio. O primeiro foco começou por volta das sete da manhã de sexta-feira, dia 9, e foi contido em torno das 13 horas, recomeçando por volta das 17 horas. Os técnicos do Serviço de Emergência Ambiental (Seamb) da Fepam se deslocaram até o local, acompanhando e orientando bombeiros e técnicos da empresa para debelar definitivamente o incêndio na central de resíduos. Os trabalhos terminaram às 21h30min. Na avaliação dos técnicos do Seamb o problema decorreu devido à má operação do aterro, e no caso específico da reincidência do fogo, pelo tratamento inadequado na forma de debelar os focos de incêndio.A empresa foi notificada via fax, e terá 20 dias para apresentar recurso a partir do recebimento da autuação via correios". (Rádio São Francisco).

12 de fev de 2007

MORADORES DO INTERIOR COBRAM SOLUÇÃO PARA INVASÕES DE ÁREAS PARTICULARES EM CAXIAS DO SUL - 12.02.07

11/02/2007 16:23:27 - Moradores do interior cobram solução para invasões de áreas particulares em Caxias.
Preocupados com o aumento das invasões de áreas de terras particulares em Caxias do Sul, moradores da Terceira Légua realizaram neste domingo uma manifestação. Nos últimos dias a Terceira Légua e a localidade de Nossa Senhora da Maternidade estão sendo os locais mais visados pelos invasores. Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Caxias calcula que seis áreas já foram ocupadas por pessoas que alegam não terem onde morar, e por isso acabam invadindo. Para mostrar descontentamento com as invasores, um grupo de cerca de cem pessoas fechou o trânsito para veículos neste domingo próximo ao Pórtico da Terceira Légua às 8 e meia da manhã. Uma das manifestantes é a moradora Inês Camatti. Ela diz que a situação está insustentável porque os invasores estão chegando e derrubando cercas e árvores e causando pânico na comunidade. O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Caxias do Sul Raimundo Bampi também mostra-se muito preocupado com as invasões. O sindicalista critica as autoridades do município por não fazerem nada para evitar essas ocupações de terra. O secretário municipal da habitação em exercício Ademir Tondollo diz que a prefeitura não pode interferir nas invasões de áreas particulares. No entanto ele vai pedir uma reunião para esta semana com o prefeito José Ivo Sartori para discutir o assunto. O responsável pelo policiamento na área rural de Caxias, Capitão Becker também diz que após a área ocupada a Brigada Militar não pode efetuar a retirada dos invasores, e a única alternativa é esperara pela justiça. O capitão Becker afirma que a Brigada Militar está monitorando as áreas invadidas com policiamento constante para evitar abusos ou até violência por parte dos ocupantes.
Autor(a): Paulo Costa
Fonte: Rádio São Francisco Sat

10 de fev de 2007

PRORROGAÇÃO DOS CONTRATOS DE PEDÁGIOS: NÃO!


Vejam todos os assuntos relacionados com o lesivo sistema de pedagiamento de rodovias públicas instalado no Rio Grande do Sul e no Brasil.
Acesse: www.forumpedagioscaxias.blogspot.com . Maiores informações você pode obter através do e-mail: forum.pedagios@camaracaxias.rs.gov.br ou diretamente com o Vereador Elói Frizzo, Presidente da Comissão Especial dos Pedágios da Câmara Municipal de Caxias do Sul: Fone 54 3218.1623.
Conheça, também as charges relacionadas com o assunto: www.chargesrodovias.blogspot.com .
Correspondências poderão ser enviadas para:
Gabinete do Vereador Edio Elói Frizzo - Rua Alfredo Chaves, 1323 - Caxias do Sul - RS - CEP 95020-460.

MOVIMENTO MIGRATÓRIO X INVASÕES DE ÁREAS PARTICULARES


Fonte: Rádio S. Francisco - 10/02/2007 09:08:38

"Mais de 100 pessoas invadem área no São Vitor Cohab. Cerca de 100 pessoas invadiram na madrugada deste sábado uma área de 2 hectares no bairro São Vitor Cohab. O proprietário, Remi Vargani, diz que populares haviam lhe informado que isso iria acontecer: "Já estava havendo um boato, eu cercei a área mas na noite passada eles derrubaram tudo e começaram a montar os barracos." A presença da Guarda Municipal e da Brigada Militar intimidou os invasores. Segundo o dono do terreno, várias pessoas que estão lá são moradoras do São Vitor Cohab. Questionado sobre a situação, o secretário da Habitação em exercício, Ademir Tondolo, destaca que o município não ter intervenção em áreas particulares".
Qual a sua opinião a respeito das invasões? Freqüentemente nos deparamos com estes fatos em nosso município. Pergunto: Estes fatos tem a ver com a falta de políticas publicas na área de habitação? O processo migratório, que recebe milhares de pessoas todos os anos em Caxias do Sul precisa receber atenção por parte da municpalidade? Como podería ser modificada esta realidade?
Cabe ainda outra importante pergunta: Grandes espaços urbanos de nosso município, que são de propriedade de particulares estão à mercê de loteadores informais e que desrespeitam a lei do uso de solo, poderimam ser considerados de utilidade pública? Vivemos um momento de reflexão sobre o assunto.
Dê a sua opinião através do e-mail: eloifrizzo@caxiasnet.com.br .

REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL


Fonte: Jornal Pioneiro - 10/01/07
"A participação de um adolescente na morte de João Hélio reabriu a discussão sobre a redução da maioridade penal no país e a punição de menores de 18 anos. O prefeito do Rio, César Maia (PFL), defendeu uma revisão do Estatuto da Criança e do Adolescente, que prevê a detenção de adolescentes por no máximo três anos.
O secretário-geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Odilo Scherer, disse que, apesar de considerar o crime trágico, é contrário à redução da maioridade penal e afirmou ser preciso educação preventiva, e não repressiva".
Qual sua opinião a respeito da redução da maioridade penal? Você é contra ou a favor? (Responda pelo e-mail: eloifrizzo@caxiasnet.com.br).
A grande verdade é que precisamos estudar profundamente o assunto. Tudo tem a ver com a educação e, principalmente, com as questões relacionadas com a ESTRUTURA FAMILIAR. A família é que deve ser reestruturada em todos os sentidos. Programas já chamam a atenção da relação pais e filhos. Sabe-se que crianças, normalmente pobres e excluídas socialmente, tendem a integra-se com o crime organizado, primeiramente com o perigoso e mortal tráfico de drogas. Resta à nós, pais de família, que temos filhos pequenos e adolescentes, lutar pelas mudanças profundas na sociedade. O governo? O governo tem tudo a ver com esta caminhada e os resultados positivos somente acontecerão se políticas de integração e valorização do ser humano forem implantadas no país. A constatação já está feita: TEMOS MUITO TRABALHO PELA FRENTE!

9 de fev de 2007

EFEITO ESTUFA - ALERTA MUNDIAL


Fonte: Gazeta do Povo - 02/2007

"Noruega já pensa em Arca de Noé como prevenção a uma catástrofe climática
Após a divulgação do balanço da Onu (Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC, na sigla em inglês) que alerta para uma catástrofe climática caso a humanidade não tome providências severas sobre as ações que poluem e alteram o meio ambiente, começam a ser divulgados projetos e idéias para tentar salvar o planeta. Um destes planos foi apresentado nesta sexta-feira, 09, pelo governo da Noruega. A idéia é construir um silo, uma espécie de Arca de Noé do século 21, para abrigar além de seres humanos, sementes, animais, livros e principalmente alimentos".
Perguntamos: O QUE NÓS ESTÁ FAZENDO PARA MUDAR ESTA REALIDADE?
Sabemos que "uma andorinha só não faz verão", mas se promovermos a integração nacional e internacional e buscarmos a mudança desta realizade, com certeza iremos conseguir! Os USA é um dos maiores causadores do efeito estufa e, em todos os eventos internacionais para combater o problema, negaram-se a assinar os tratados. A Situação mundial é grave!

8 de fev de 2007

CAIXAS ELETRÔNICOS NÃO PERMITEM PRIVACIDADE


Os bancos, após o advento dos caixas eletrônicos, criaram grandes salões de atendimento onde os caixas eletrônicos ficam postados lado-a-lado, sem privacidade para que os clientes façam o seu próprio atendimento. Estão faturando como nunca... taxas são cobradas por qualquer motivo e os banqueiros enriquecendo cada vez mais. Ocorre que alguns agências, no afã de atender o maior número de pessoas no menor espaço possível, esqueceram do respeito aos usuários do sistema e retiraram completamente a privacidade das pessoas no momento de suas operações financeiras. Os marginais estão gostando muito, pois tem a oportunidade de ficar espreitando toda a movimentação e podem, facilmente, escolher suas presas.

As autoridades estão estudando medidas para acabar com a prática do atendimento sem privacidade. Proximamente, teremos notícias mais concretas a respeito desta situação e, com certeza os bancos terão que criar dispositivos que aumentem a privacidade dos que lhes dão muito lucro: os correntistas.

DEFESA DO CONSUMIDOR - ÁGUA ENVASADA

Fonte: Câmara de Vereadores de Caxias do Sul

Aprovado projeto que pretende garantir a qualidade da água envasada. Novas regras buscam preservar a saúde da população.

Na Sessão Ordinária, desta quinta-feira 08/02/07, foi aprovado por unanimidade o Projeto de Lei Complementar n°3/2006, que regula o comércio de água envasada em galões com capacidade para 20 litros. A elaboração do projeto se fez necessária uma vez que o comércio de água se expandiu muito, e portanto é preciso regulá-lo. A venda de galões de água muitas vezes é realizada em locais impróprios, tais como postos de gasolina, revenda de gás e oficinas, onde os vasilhames ficam expostos à luz direta do sol, sem estrado e rente ao chão, o que pode comprometer a qualidade da água.
O texto do projeto prevê: A proposta é que os estabelecimentos que comercializam, armazenam ou realizam o transporte de água mineral mantenham afixado ou apresentem, quando solicitado, cópia de laudo que ateste a qualidade físico-química e microbiológica da água, de modo a garantir a sua qualidade. E fica proibido:
I - a comercialização de água mineral em:
a) postos de combustível;
b) depósitos de distribuição de gás;
c) borracharias; e
d) oficinas mecânicas.
II - a armazenagem de galões retornáveis ou não, cheios ou vazios, e em outra embalagem, principalmente:
a) em áreas que permitam a passagem de umidade ou poeira;
b) junto a produtos tóxicos e de materiais de limpeza;
c) em pisos rústicos ou em chão batido; e
d) expostos à luz solar direta.
III - o transporte de água mineral em veículos de carroceria aberta, sem lona e forração impermeável ou com evidência de insetos, roedores, pássaros, vazamentos, umidade, materiais estranhos e odores intensos, ou ainda juntamente com
a) animais;
b) plantas;
c) materiais de limpeza;
d) cargas tóxicas; e
e) gás de cozinha.
A infração do disposto neste artigo acarreta as seguintes penalidades e multas. Após a sanção do Prefeito Municipal a lei entra em vigor na data da publicação.

6 de fev de 2007

ROTA DO SOL


A Governadora Yeda Crusius afirmou, neste dia 06 de fevereiro de 2007, que a Rota do Sol será inaugurada até o mês de setembro deste mesmo ano. A afirmação foi feita após as manifestações do Prefeito em Exercício de Caxias do Sul, Alceu Barbosa Velho, em encontro com Yeda na capital. Sem dúvida nenhuma as inúmeras manifestações de representantes de entidades da serra motivaram a manifestação positiva para "os gringos" da Serra Gaúcha. Notícia muito boa, com certeza!!!! Vereadores da Câmara Municipal de Caxias do Sul, principalmente da Comissão Pro-Conclusão da Rota do Sol que voi reativada nestes dias, eram "só alegria"!

ABASTECIMENTO DE ÁGUA


Aumento da tarifa da água chega a quase 5%.

A partir desta quinta(01/02/07) começa a valer o aumento na tarifa de água em Caxias do Sul. A conta mínima passa de R$ 9,50 para R$ 10,OO - quando são consumidos até 5 mil litros. A cada mil litros, serão cobrados R$ 2, antes era R$ 1,95 . O aumento parece pequeno, mas chega a 4,95%. Se comparado com os indicadores mais usados na correção de inflação, o reajuste ficou acima . Em 2006, o IGP-M (Índice Geral de Preços de Mercado) foi 3,8 e o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) foi 4,2%. O Samae justifica o reajuste necessário para cobrir os custos de operação.

DEFESA DO CONSUMIDOR








Casas noturnas que cobrarem consumação serão multadas pelos Fiscais do Procon.
Em Caxias do Sul vão iniciar nesta semana visitas às casas noturnas da cidade para alertar os proprietários de que não é mais permitido qualquer tipo de cobrança de ingresso vinculado a consumação de bebidas. A entidade caxiense de defesa do consumidor juntamente com o Ministério Público chegaram a um concenso em relação ao assunto. A proposta de se proibir a cobrança de consumação foi aprovada na Assembléia Legislativa gaúcha em maio de 2006. Apesar disso, alguns estabelecimentos continuavam cobrança a taxa. O Procon alerta que a cobrança é proibida, mesmo que de forma opcional. O assunto foi tema de diversas reuniões entre os órgãos de defesa do consumidor ao longo dos últimos meses. Agora, diante da decisão final, eles estão empenhados em informar a população sobre a proibição e que isso se caracteriza como prática abusiva. Caso algum estabelecimento esteja descumprindo a lei será aplicada multa que vai de 250 mil até três milhões de reais. O Procon informa que denúncias contra as casas noturnas podem ser feitas através do telefone 151.

TURISMO


Elói Frizzo,
Na área de turismo é preciso estabelecer local para estacionamento de ônibus de turismo. Os veículos chegam em nossa cidade e não podem estacionar no centro, pois não existe local adequado para o estacionamento. Na Igreja de São Pelegrino existe local para apenas alguns ônibus e, quando são diversos, os mesmos ficam estacionados no meio da rua. A cidade precisa ser mais atenta com os turistas. Nossa cultura turística é muito pequena. Produzem panfletos (folders), mas a estrutura é deficiente em diversos roteiros divulgados. Nesta área é preciso avançar e muito! (Postagem anônima em 05.02.07)